Wilsinho é plano B do ex-prefeito Wellinson Ribeiro em Canguaretama


Quem conhece a política de Canguaretama já sabe seus bastidores. Enfrentando alguns processos na justiça, que podem impedir sua quarta candidatura em 2020, o ex-prefeito Wellinson Ribeiro (PSD) guarda a sete chaves um Plano B: colocar em seu lugar o irmão, empresário Wilsinho Ribeiro. 

Deste março, que o Ministério Público Federal (MPF) recorreu de um dos processos de Wellison Ribeiro, que em 2012 teria aplicado indevidamente R$ 109 mil ligados a programas complementares do Bolsa Família. Parcelas dessa verba terminaram, segundo o MPF, sendo gastas com ornamentação de escolas para festas juninas. Além disso, ao deixar a Prefeitura ele teria ocultado documentos relativos à destinação dos recursos.

Já recentemente, Wellinson Ribeiro foi condenado por crime de responsabilidade a quatro anos e dois meses de reclusão em regime semi-aberto. A condenação ainda inclui a perda de cargo público e a inabilitação para o exercício de cargo ou função pública pelo prazo de cinco anos. 

Quando era prefeito de Canguaretama, entre 2009 e 2010, Wellinson admitiu 689 servidores públicos municipais em detrimento dos candidatos aprovados nos concursos públicos referentes a dois editais. O ato contrariou expressamente a Constituição Federal e leis municipais. 

Wellinson foi candidato a prefeito três vezes. Venceu uma em 2008, mas perdeu á reeleição em 2012 e em 2016 foi massacrado nas urnas pela prefeita Fátima Marinho (MDB), mesmo Wellinson começando a campanha com 20% na frente. Fátima tirou a vantagem e ainda abriu mais 20% nas urnas.

 

Notícias

Crie seu artigo agora mesmo!

artigo
R$15
por mês
artigo
R$150
por ano